Há sete anos, eu me encontrei


Sete anos. Eu sei que não é nada original começar uma publicação como essa dizendo que sete anos não são sete dias, nem sete meses e blablablá. Mas pô, são sete anos. Já. O louco é no mesmo instante em que tudo parece ser tão recente pelos sentimentos ainda desmesurados, tudo vivido mostra pra ambos que faz mesmo um bom tempo desde que somamos nossas vidas — dividi-las, jamais. Isso significa muitas histórias, muita coisa que se passou, inúmeras lembranças juntos desde aquele vinte e um de junho. Bem da verdade, temos lembranças antes dessa noite em especial, já era o destino enviando sinais. Assumo publicamente que me tornei uma pessoa melhor de 2009 pra cá por culpa dele, afinal, são sete anos juntos desde aquela noite. Ca-ram-ba.

Quando criança, não entendia muito os porquês da minha mãe sempre contar da primeira vez que viu o meu pai. Mas eu adorava escutar, algumas vezes eu mesma perguntava só para ouvi-la. E ela sempre repetia as falas, lembrava do lugar, da temperatura que fazia no dia, a hora e até a roupa que o meu pai usava. Nunca se cansava, sempre com o mesmo sorriso e brilho no olhar quando mais uma vez me contava como se conheceram. Isso era pra ela, provavelmente, uma espécie de bálsamo para o seu coração, recordar o início lhe dava prazer. Era nítido.

Hoje entendo, totalmente. É gostoso ver que o tempo passa e os sentimentos continuam tão acesos no coração.

A primeira vez que o vi não estava sozinha, nem ele. Não foi romântico. Não teve malícia. Sequer uma palavra trocada. Apenas senti o meu peito tomado por um sentimento estranho, eu não o conhecia mas não conseguia parar de olhá-lo depois que passou por mim. E relembrando bem agora, foi algo tão diferente e novo dentro de mim. O meu coração talvez tenha se apaixonado naquele instante e eu só descobri seis meses depois. Esse danado do meu coração já me dizia algo naquele momento, a minha atenção foi todinha daquele cara no meio de tantas outras pessoas. Isso, há quase oito anos atrás. Mas lembro em detalhes o que senti e até como ele tava vestido, do clima do dia. Só que nunca naquela tarde, eu imaginaria aquele garoto como meu marido um dia. Minto, talvez o meu coração já sabia e a cabeça, era lerda demais pra entender o que só o coração previa.

Depois de alguns meses e encontros aleatórios por conta de amigos em comum, até rolou um episódio bastante engraçado dias antes, acabamos juntos num domingo à noite. Foi quando tudo começo, mas quem esperava por isso? Ninguém. Mas coração não se engana! O incrível é que nós não precisamos fazer nada além do nosso alcance, apenas era pra ser e foi o que aconteceu. Nosso destino fez todo o trabalho sozinho, isso foi o mais foda do início da nossa estória, o destino traçado há tempo e a gente nem sabia disso. Ou sabia. Mas o destino… esse deu o seu jeito, nos levou, um até o outro. E naquele domingo, seis meses depois daquele primeiro encontro, ele teve a iniciativa — ou quase isso: tímido, meio atrapalhado, perfeito. O destino já havia preparado tudo para nunca mais desgrudarmos um do outro. E ainda sinto o gosto do primeiro beijo na minha boca, até hoje.

Sei que vou recontar a nossa história milhares de vezes, e isso quer dizer muito mais do que já recontei até hoje. A verdade é que vou cansar nossos filhos e netos contando essa nossa estória, a história que era pra ter acontecido. Que felicidade poder viver ao teu lado por esses anos, quero mais, muito mais. Tenho muito orgulho da gente, do nosso sentimento e de toda a nossa descoberta da vida à dois.

E eu me encontrei.
Há sete anos.

O meu abraço hoje é todo dele. Te amo, Deny.

Beatriz Aguiar
Sobre mim

Criadora e criatura do Since85. Tem o humor mais oscilante da internet, viciada em café, livros, rock e metal progressivo.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

setembro amarelo
Não tenha empatia e amor só em setembro
September 13, 2017
Coisas que mais amo em você
8 coisas que mais amo em você ♥
June 21, 2017
Em cada novo ano um aprendizado - Since85
Em cada novo ano um aprendizado
June 16, 2017
126 mil vezes obrigada
126 mil vezes obrigada!
June 06, 2017
Um poema para minha mãe
Um poema para minha mãe
May 15, 2017
Não se culpe por dar-se um tempo Since85
Não se culpe por dar-se um tempo
May 04, 2017
As várias versões de mim
As várias versões de mim
March 17, 2017
Aniversário do blogSince85
731 dias de Since85. ♥
February 10, 2017
Guns N' Roses - Not In This Lifetime Tour - Curitiba
Guns N’ Roses :: Not In This Lifetime Tour :: Curitiba
December 07, 2016

Comentários via Facebook

23 Comentários

Líley Carla
Responder 22/06/2016

Cês fazem aniversário no dia do meu aniversário <3 Não tem coisa mais gostosa que amar e ser amado, né? Que vocês sigam assim, se amando, se respeitando, se admirando. Felicidades, casal!

Beijão

    Beatriz Aguiar
    Responder 22/06/2016

    Ah, que lindo. Dia 21/06 é um dia tão especial. *.*~
    E o danado do Facebook nem pra me avisar do teu b-day ¬¬'
    Parabéns pra nós, Líley! E não tem mesmo, viu. Amar e ser amado é a melhor coisa do mundo. ♥
    Obrigada, de coração mesmo. Sei que teu desejo é sincero e saiba que te desejo também as coisas mais lindas desse universo! <3 Um beijo enorme pra ti :DD

Simone
Responder 22/06/2016

Que lindo e que casal inspiração. E que venham muitos outros anos somando amor <3

Bianca Carvalho
Responder 22/06/2016

Nem sei o que dizer, só sentir! <3

Paloma Silva
Responder 22/06/2016

Mas que inspiração <3

Angélica
Responder 22/06/2016

Que lindas palavras, que amor verdadeiro!! Parabéns ao casal mais top que eu conheço e que venham mais sete e mais sete e mais sete... Muitos anos de amor e companheirismo. ♡♡

    Beatriz Aguiar
    Responder 23/06/2016

    Essa minha irmã!
    Obrigada, Dé! Sei que tu sempre torceu muito por nós dois.
    Te amo. <3

Lettícia Gabriella
Responder 23/06/2016

Que amorzinho <3 <3 Felicidades sempre!

Thaís Gualberto
Responder 26/06/2016

Que relato lindo, Bia! Muito feliz por vocês! Que venham muitos anos mais! <3
Beijos!

Alba Martins
Responder 27/06/2016

Meu deeeeuuuuuuuuuussss Oo
Que sorte, que destino lindooo! Felicidades mil à vocês dois!
Quero poder ter alguém assim ao meu lado também, ter esse sentimento constante sabe.. Sentimento de primeira vez sabendo que vai durar a vida inteira esse misto de emoções.
Inspiração vocês dois.

Boa semana!

Beijos ?

    Beatriz Aguiar
    Responder 27/06/2016

    Oi, bem vinda por aqui, Alba!
    E que querida você! Foi uma mistura de destino e sorte mesmo, só assim pra explicar a nossa história.
    Mas pode ficar tranquila, acredito que todo mundo tenha uma história assim reservada para viver. Acredito que todos tem o direito de amar e serem amados, é a coisa mais maravilhosa do mundo. E você não é exceção!

    Boa semana pra ti também.
    Um beijo enorme!

Clara Rocha
Responder 28/06/2016

Primeiro, parabéns pelos sete anos de casada ♥ Caramba é como dizem mesmo, são sete anos. E você não poderia ter começado o texto de forma mais genial que esta. Imagino por todas as coisas que vocês tiveram que enfrentar para estar juntos agora. Então parabéns ♥

    Beatriz Aguiar
    Responder 28/06/2016

    Ah que linda. Obrigada, Clara. De coração mesmo! <3 Temos uma longa e bela história mesmo, um sempre ajudando o outro é o que faz a relação seguir adiante. Um beijo enorme!

Deborah
Responder 29/06/2016

Que lindo Bia! Terminei de ler o texto com o coração quentinho rs (piegas, eu sei).
Que bom que você encontrou esse amor. Que bom que eu encontrei também. :)
Parabéns para vocês e que o amor e o carinho entre vocês só aumente.

Beijos!

    Beatriz Aguiar
    Responder 29/06/2016

    Tem nada de piegas, aliás, o amor por si próprio é piegas mesmo. HAHAHAH
    Que bom que nós encontramos, temos muita sorte (ou eles tiveram essa sorte!), né!?
    Obrigada pelo carinho. Amém!

    Um beijo, Deborah :))

Erika Ruggio
Responder 03/07/2016

Que depoimento mais lindoooooooooo!
Parabéns pra vocês, pela história, pelo companheirismo. E sete anos são muuuuuuuuuuita coisa sim. Então comemore, vibre e comece o post dizendo que não são sete dias, nem sete meses sim!
Porque vocês merecem!
E viva o amor!
Beijos

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/07/2016

    HAHAHAHAH, que linda. Obrigada, Erika! Sim, viva o amor! Sempre! ♥
    A gente comemora tanto a cada ano, vamos manter isso até ficarmos bem velhinhos!

    Um beijo grande e grata pelo carinho.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

comenta aí, vai!