Não se culpe por dar-se um tempo


Andei off alguns dias aqui do blog. Bem.. foram semanas, né. Na verdade mesmo foi por um mês inteiro e um pouco mais, admito. Nunca fiquei ausente desse jeito, desligada total ao ponto de não acessar absolutamente nada nele.

Como todo mundo que me acompanha por aqui e me conhece um pouquinho, sabe que não suporto fazer coisas por obrigação, me causa o efeito contrário fazer por fazer. Sou mega-blaster-sensível com minhas vontades e perfeccionista demais. E aí que se não houver MUITA vontade em jogo, amor e entrega, a sensação de que fiz de qualquer jeito surge. E me frustra muito. Me deixa mal, bad vibes de verdade.

O que fiz? Sumi do blog, das redes e rolou um inferninho astral, coisa pessoal. Quem nunca? E parei de escrever, arrastei minhas leituras: Como não sentir culpa? Sempre senti a culpa presente na minha vida, acho que sou mestra nisso, posso dar aulas e palestras sobre ‘como se culpar mesmo quando não há motivos pra isso’.

Afinal, quem nunca se sentiu culpado por querer fazer mais do que pode? Estudar mais, criar mais, saber um pouco mais sobre tudo? Com o perdão da palavra, esse pensamento é uma merda. Só que dessa vez algo bom me surgiu: NÃO PRECISEI ME SENTIR CULPADA e não me senti. Simples! Tem uma frase que não lembro agora exatamente como é (novidade, sou péssima pra isso) mas que diz algo sobre olhar um quadro e ao não conseguir enxergar a beleza dele, precisamos nos distanciar e então entenderemos a sua grandiosidade.

É sobre isso que quero falar aqui: se não está contente com o que está fazendo, tire um tempo pra você. Não falo de horas, mas semanas ou até meses. Mude a rotina, vá assistir algo que gosta, leia aquele livro que você sempre quis começar ou saia pra dançar, faça trabalhos manuais, toque violão. Não sabe fazer nada disso? Viaje e conheça um novo lugar. Se preferir, faça nada também, oras.

Eu me permiti fazer outras coisas nesse tempo e acredito que isso me renovou, voltei a ter gosto em costurar, tô ouvindo música todo santo dia, fui em uma festa semana passada, tô tocando violão outra vez. Os dias passaram e nem percebi. Você vê como é importante cuidar do nosso INTERIOR e deixar de lado o sentimento da culpa e da cobrança?

Tudo é válido, menos se sentir culpado quando não há motivos pra isso.

Aí coisas bem legais aconteceram e me voltou a vontade de blogar, mas isso é assunto para um outro post!
Dê um tempo pra você e pra sua cabeça, não tem nada de errado nisso. Pra mim foi crucial ficar afastada do blog pra ver o quanto ele me faz falta. Caramba, tava mesmo com saudades desse cantinho.

Abraçasso

Beatriz Aguiar
Sobre mim

Criadora e criatura do Since85. Tem o humor mais oscilante da internet, viciada em café, livros, rock e metal progressivo.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Coisas que mais amo em você
8 coisas que mais amo em você ♥
June 21, 2017
Em cada novo ano um aprendizado - Since85
Em cada novo ano um aprendizado
June 16, 2017
126 mil vezes obrigada
126 mil vezes obrigada!
June 06, 2017
Um poema para minha mãe
Um poema para minha mãe
May 15, 2017
As várias versões de mim
As várias versões de mim
March 17, 2017
Aniversário do blogSince85
731 dias de Since85. ♥
February 10, 2017
Guns N' Roses - Not In This Lifetime Tour - Curitiba
Guns N’ Roses :: Not In This Lifetime Tour :: Curitiba
December 07, 2016
Ilustração
Oi pra você, fim de outubro
October 25, 2016
zodíaco
Não entendo papo de zodíaco ~ BEDA#3
August 03, 2016

Comentários via Facebook

9 Comentários

Talita
Responder 04/05/2017

Obaaaaaaaaaa! Eu também estava com soooudades! : )

Ana Camina
Responder 05/05/2017

Sou muito boa em me sentir culpada, fico remoendo tudo. É uma merda msmo!!! desde que comecei a meditar estou trabalhando isso dentro de mim, dar mais atenção ao que me faz bem, superar o que não faz.

Beijo e um abração, estava com saudade de te ler. :)

    Beatriz Aguiar
    Responder 05/05/2017

    Nem fala, precisamos abstrair isso de uma vez por todas!
    Ah, que saudade de ser lida por ti. ♥

    Um beijo e um abraço, daqueles beeeem apertado!

    Beatriz Aguiar
    Responder 05/05/2017

    Eu também queria meditar, mas soy muito elétrica pra isso! Morro de inveja de quem faz. Acho que sou muito retardada pra atingir um nirvana :(

      Ana Camina
      Responder 07/05/2017

      Bia, não pense isso pq eu tb sou muito barulhenta por dentro e dá certo sim! rsrsrs Por enquanto eu só consigo fazer a meditação acompanhada em grupo, com uma pessoa nos direcionando. Quem sabe não é um caminho pra você começar tb? :)

        Beatriz Aguiar
        Responder 10/05/2017

        Vou me informar se tem aqui na minha cidade! Qualquer coisa, vou procurar ler sobre e fazer em casa.. com fone de ouvidos e spotify! ♥ HAHA

K
Responder 11/05/2017

concordo com tudo que disse. as vezes 'dar um tempo' é essencial pra conseguir pegar fôlego, cuidar da gente, e voltar com mais vontade e inspiração ♥ se culpar por isso é besteira!

    Beatriz Aguiar
    Responder 12/05/2017

    Com certeza, mas tempestuosa que sou, às vezes é impossível não me sentir culpada. Vai me entender, né!? Só sei que tem alguns momentos na vida que "um tempo" é totalmente necessário mesmo, não tem como fugir disso.

    Beijo, Ká!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

comenta aí, vai!