As várias versões de mim


As várias versões de mim

Tenho mais fases que a lua e sou mais complexa do que um planeta inabitável. Mas essa é uma questão natural pra mim, nunca me incomodou. Deixando claro que tenho versões de mim mesma e não versões da minha essência, esta, nasci e morrerei com a única que sempre possui.

Sou muito bem resolvida com o meu caráter, obrigada. Mas admito que conviver comigo não é tarefa das mais simples, não.

*pausa dramática*

Há um tempo atrás existiam várias ‘Bias’ dentro de mim e isso era tão surreal que me fazia parecer uma doida varrida. Na verdade, ainda existem em número reduzido e caminham de mãos dadas desde o dia em que nasci, não dá pra negar. É como yin-yang. Uma depende da outra pra me dar um pouco de equilíbrio, ou totalmente o contrário.

Muitas vezes essas Bias já gladiaram entre si e quase me deixaram louca. E louca de verdade.

O meu humor sempre oscilou demais. Mas a verdade é que essas ‘Bias’ dentro de mim bagunçavam a minha cabeça e eu realmente não sabia lidar com elas. Nunca dava para saber qual iria dominar o meu dia. Ambas possuíam um gênio indomável e agiam quando, como e onde queriam.

Hoje tô lidando melhor com essas ‘Bias’ que habitam o meu interior. Sem mais cobranças: alegre, ansiosa, serena ou apenas com a tristeza de companhia. Eu sempre tive consciência de que sem a tristeza não teria como saber o verdadeiro significado que tem um sorriso. Cada momento é único. Sobrevivo com elas desde que nasci e sei que não vou morrer por isso. Até acho que sem essa minha loucura de sentimentos não seria eu. As minhas várias versões hoje tem o meu total respeito. Sei que precisei — e preciso — de cada uma para sobreviver.

Projeto Vai um Café

Beatriz Aguiar
Sobre mim

Criadora e criatura do Since85. Tem o humor mais oscilante da internet, viciada em café, livros, rock e metal progressivo.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

setembro amarelo
Não tenha empatia e amor só em setembro
September 13, 2017
Coisas que mais amo em você
8 coisas que mais amo em você ♥
June 21, 2017
Em cada novo ano um aprendizado - Since85
Em cada novo ano um aprendizado
June 16, 2017
126 mil vezes obrigada
126 mil vezes obrigada!
June 06, 2017
Um poema para minha mãe
Um poema para minha mãe
May 15, 2017
Não se culpe por dar-se um tempo Since85
Não se culpe por dar-se um tempo
May 04, 2017
Aniversário do blogSince85
731 dias de Since85. ♥
February 10, 2017
Guns N' Roses - Not In This Lifetime Tour - Curitiba
Guns N’ Roses :: Not In This Lifetime Tour :: Curitiba
December 07, 2016
Ilustração
Oi pra você, fim de outubro
October 25, 2016

Comentários via Facebook

28 Comentários

Erika Ruggio
Responder 17/03/2017

simplesmente AMEI! :)

femariaotoni
Responder 17/03/2017

Bia,
Mesmo tu sendo geminiana ainda sim, nos parecemos hahahaaa to só brincando.
Bem, meu humor também oscila num instante fico com o sangue fervendo e geralmente nessas horas faço besteira(me tirem da frente do notebook) e sim, fases como a lua, porque sou filha da lua, me movo conforme suas fases e já aceitei isso agora resta aprender a lidar com isso da melhor forma possível.
Eu sempre ficava irritada e deprimida em alguns dias do mês, achava ser tpm só mas , acontecia fora da menstruação dai eu juntei 2+2 e olhei o calendario...batata, lua cheia, Fernanda mais maluca que o normal e olhaaaa nessas fases costumo ficar beeeem mais dramatica, carente, chata, querendo atenção enfim, corre que é encrenca kkkkkkkkkkkk hoje procuro não ficar na net e me controlar e óbvio que ainda falho mas vou levando e aprendendo.
Acho que todas nós né tivemos e ainda teremos varias versões de nós mesmas.
Óbvioo que amei seu texto né, sempre me identifico.
Beijo grande Bia

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Todos nós somos um pouco carentes, não tem jeito!
    E eu amo quando você se identifica com a geminiana aqui.

    Beijo grande!

Rafaela Pinheiro
Responder 18/03/2017

Adorei o modo como você expôs sua essência nessas palavras, que texto incrível!

Jamile
Responder 20/03/2017

É bem isso, Bea, precisamos de nossas versões para sobreviver. Nada mais fascinante que ser plural <3

Lari Reis
Responder 20/03/2017

Daquelas coisas que você escreve que me fazem ver, com ainda mais clareza, o porque da gente se dar tão bem. Há diferentes versões aqui dentro, já foram mais e eu sei como é passar por isso de aprender a conviver em paz e equilíbrio com cada um dos nossos "eus"... :)

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Ah, nada como ser plural (e tentar não enlouquecer com isso!) ♥
    Tâmo juntas nessa!

    Beijóca, Lari :*

Isabella Cas
Responder 22/03/2017

Eitaaaaa, que tiro!
Adoro te ler! Sério, tua escrita me prende a atenção e quando percebo já estou inserida em tudo que descreve. Que sua versão escritora continue me agraciando com textos imaginativos rs
E que suas demais versões se reúnam e me encontrem em algum lugar do mundo, fisicamente, um dia.

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Ah, Isa! ♥ É tão gostoso ler teus comentários, me fazem muito feliz! E eu espero de coração continuar escrevendo e se eu desanimar, que seja sempre por pouco tempo :))

    Beijóca!

maritrindade
Responder 23/03/2017

Perfeito, sem tirar nem por! Já fui bem assim também, sorria e chorava com facilidade, gostava e desgostava também. Acho que essa intensidade é incrível, mas ao mesmo tempo, assustadora. Havia momentos em que pensava se aquilo "era normal". Depois descobri que o normal é o que é bom pra você!
Hoje sou bem mais dos sorrisos (choro pouco), sei bem o que me desgosta (mesmo que consiga ser maleavel quanto a isso), mas aprendi a "controlar" minhas várias versões, mantendo mais acessas as que me fazem mais feliz! :)
Xêro Biaaaa

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Exato, Mari! Com o passar dos anos a gente aprende a domar nossas várias versões e tudo vai se tornando mais claro. Acho que quanto mais jovens, mais intensos e sem controle nós somos.
    A minha essência não mudou, mas as minhas versões ativas de hoje.. quanta diferença! HAHAHAHAH

    Um beijo e um xêro!

Priscila Gonçalves
Responder 23/03/2017

Amiga, nao me mate, mas na sua "pausa dramatica" eu tinha dado uma risadinha rs
Facil ou nao conviver com vc te acho uma fofa divertida e amiga!!! E defeitos todo mundo tem.
Eu ja tive tb essas fases de nao me aceitar, de brigas interiores, mas quando me aceitei como sou, entendi que sou essa coisa louca mesmo tudo melhorou, pude traçar meu caminho e hoje minha maior loucura é poder sair do emprego que estou pq eu nao me encaixo nele :S
Que sejamos felizes
Bjs flooooor

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    O pior é a nossa adolescência, né? Quem não pira durante essa fase, não é mesmo? HAHAHAH
    E a pausa dramática era essa a intenção mesmo, fazer rir <3 Beijóca, Pri! E sejamos todas felizes com nossas versões :))

Grazy Bernardino
Responder 24/03/2017

O que nos torna especial é que não somos as mesmas, somos muitas! E tu é incrível!

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Awn. ♥
    Eu particularmente amo ser milhares em um mesmo corpitcho.
    Meio louca, mas, quem não é? hahaha
    Tu também és incrível serrana.. e quero vídeos nossos, hein? :))

    Beijóca!

Clara Rocha
Responder 27/03/2017

Essa briga é algo comum entre todos nós, muitas vezes temos que nos lembrarmos de dar espaço uma para a outra. Digo internamente mesmo, é complicado às vezes ficarmos resistindo a nós mesmas, aos reflexos das nossas personalidades, ´[e importante entender que estamos sempre em movimento e que tudo bem mudar de vez em quando. ♥ bia, você como sempre fazendo textos incríveis.

Simone Benvindo
Responder 27/03/2017

Quando a gente consegue conviver melhor com todo esse turbilhão aqui dentro a vida parece fazer mais sentido.

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Nem fala, Si! Quando a gente sobrevive a esse turbilhão, estamos prontos para tudo na vida! Merecíamos era um troféu na verdade, porque olha.. não é fácil atravessar essas fases.

    Beijo grande! ♥

Líley Carla
Responder 27/03/2017

E eu amo a tua versão escritora ♥ escreva mais! :)

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Que saudades, Lí! ♥
    Tô voltando pro blog, bóra escrever mais então :)

    Um beijo enorme ;*

joydaviz
Responder 29/03/2017

Lindo, lindo, lindo. Acho que você deve ter vivido mesmo muitas versões e que tua essência é mesmo muita intensa. Não por acaso, seus textos são tão bonitos, é essa forma de viver de sentir tudo assim, a flor da pele. Como disse a Liley, também amo essa sua versão escritora, continue escrevendo! ♥
P.S.: Dizem que geminianos são difíceis de conviver, mas todos aqueles que tive o prazer de ter em minha vida, tinham personalidades fortes, mas eram de uma generosidade incrível e é isso que eu vejo em você. Eu sou de Touro, mas meu signo é considerado intermediário, porque nasci no último dia de Touro. Portanto, tenho muitas influências do signo de Gêmeos na minha personalidade. hahahaaha
Beijão!

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Ai Joy, que lindo esse comentário. ♥
    Vontade de pôr num quadrinho e pendurar na parede! Sério.
    Eu atravessei uma fase meio boboca e minha versão introspectiva tomou as rédeas, tirei um tempo daqui. Mas estou voltando e quero estar mais presente no blog porque me faz muitíssimo bem escrever pra vocês. ♥
    E eu também amo tuas escritas, espero que continues tocando teu blog também.

    Um beijo enorme taurina-geminiana!

Ana Toscano
Responder 29/03/2017

Você e suas várias versões são incríveis! Nunca pare de escrever mulher. <3

    Beatriz Aguiar
    Responder 04/05/2017

    Que querida! ♥ HAHAHAHAH
    Andei sumida mas estou voltando, virão mais textos e novidades por aqui :))

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

comenta aí, vai!